Resenha - Visão do Além - Harper Connelly Mysteries - Livro 1 - Charlaine Harris

Sinopse:
Harper Connelly e seu meio-irmão, Tolliver, são especialistas em realizar o serviço (encontrar cadáveres de pessoas desaparecidas), receber o pagamento e partir rapidamente, pois as pessoas que os contratam têm o estranho hábito de não querer ouvir o que eles têm a dizer. E a primeira vista, a experiência com os moradores da pequena cidade de Sarne, nas Montanhas Ozarks, parece não ser diferente. Uma adolescente está desaparecida, e Harper sente imediatamente que ela está morta. Mas os segredos que envolvem este assassinato e a própria cidade são profundos demais até mesmo para que a habilidade especial de Harper consiga desenterrá-los. Ao perceber a hostilidade crescer ao redor deles, ela e Tolliver querem apenas resolver o assunto e ir embora, mas então outra mulher é assassinada... E o criminoso ainda não terminou seu trabalho...
Livro no Skoob / + Informações

Já faz bastante tempo que quero ler esse livro, então não sei o que aconteceu comigo para que eu o deixasse na estante desde Dezembro quando ganhei no Amigo X do Clube do Livro, então quando recebi o 2.º Vol pela Lua de Papel corri para ler o primeiro rapidinho!

Acho que a maioria dos que me conhecem sabe que Charlaine Harris é uma de minhas autoras favoritas, depois de ler o primeiro livro de As Crônicas de Sookie Stackhouse (True Blood), fui devorando um livro após o outro.

Em "Visão do Além" somos apresentados a Harper Connelly e a seu meio-irmão Tolliver Lang, e sua forma nem um pouco ortodoxa de trabalho. Harper encontra pessoas mortas, mas não como uma rastreadora, ela apenas sente a presença da morte e encontra os corpos (ou o que restou deles) e pode reviver seus últimos minutos de vida, descobrindo assim a causa de sua morte. Harper ganhou esse "dom" aos quinze anos de idade, quando um raio a atingiu, a partir daí sua vida (que já não era um mar de rosas) mudou drasticamente.

A construção do cenário onde se desenrola a história é bem a marca de Charlaine, cidade interiorana, mistério, sobrenatural, assassinos em série e personagens marcantes.

Harper e seu irmão são chamados para mais um trabalho que a princípio parece ser como qualquer outro, encontrar uma adolescente desaparecida. Mas o que parecia ser o típico: encontrar o corpo; revelar a causa de sua morte; pegar o dinheiro e dar no pé... acabou se tornando algo complicado e mortal para os dois.

Algo que me chamou muita atenção nesse livro é a parceria entre Tolliver e Harper, que mesmo não sendo irmãos de sangue, são mais próximos do que se poderia dizer de muitos irmãos por aí. A dependência de Harper por Tolliver é outro fator interessante no livro, no começo me fez ver Harper como uma menina chorona, mas depois de conhecermos um pouco melhor sua história, podemos entender seus motivos.

Como é um livro de mistério/suspense qualquer fato que deixe escapar aqui pode atrapalhar o fator surpresa de quem for ler o livro, então não vou me alongar falando da história por aqui. No primeiro volume não temos cenas de sexo apimentadas, com certeza a autora não focou nesse ponto como faz com As Crônicas de Sookie Stackhouse, é um livro relativamente pequeno (menos de 250 páginas), então acho que a autora não explorou todo o potencial que essa história tem, mas até onde sei, a série é composta de quatro livros até agora, então teremos muito tempo para amar ou odiar Harper e suas histórias.

Recomendo a leitura para quem gosta de livros nesse estilo, e não tem muito o que falar pessoal. Afinal, é Charlaine Harris!!! (blogueira surtada! Ignorem)

A revisão/formatação do livro deixa um pouco a desejar, por falta de travessões, justificação do texto, palavras com letras trocadas.... enfim, coisinhas que irritam quem é perfeccionista, mas que não atrapalham tanto a leitura. A capa realmente me conquistou, e tem relação com a história, já comecei a ler o segundo livro e ainda não consegui dar um sentido para sua capa, mas não me agradou tanto quanto a do primeiro livro.

"Suicídio o caramba, foi a minha reação instantânea e silenciosa." Pág. 44

"Aquilo só havia acontecido comigo uma vez e eu ainda não sabia o que fazer naquela época, pois tinha me encontrado por acidente com a presença daquela pessoa morta. Esse tipo de coisa que origina histórias de assombração." Pág. 112

"Gleason me encarava boquiaberto e com os olhos arregalados. Eu conhecia aquele olhar. Era o olhar de "queimem as bruxas"." Pág. 112 

Bjokas!!!

1 conversinhas:

  1. Adoro Charlaine Harris .Ganhei esse livro mas ainda não tive a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário alegra meu dia! ^.^ Volte Sempre!

Blog Selecionado!!

Estou Lendo

Google Analytics

Eu Apoio!

Visualizações de Página

Traduzir

Blog Protegido

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Emporio dos Livros © 2012 | Todos os Direitos Reservados | Design by Cantinho Cute Design